quarta-feira, 6 de agosto de 2014

Biodecompositor


CEFAPRO de Sinop realiza compostagem
 
A compostagem é um processo de transformação de matéria orgânica, encontrada no lixo, em adubo orgânico (composto orgânico). É considerada uma espécie de reciclagem do lixo orgânico, pois o adubo (composto) gerado pode ser usado na agricultura ou em jardins e plantas.
O lixo orgânico, muitas vezes, é descartado em lixões, ruas, rios e matas, poluindo o meio ambiente. Além disso, o acúmulo de resíduos orgânicos a céu aberto favorece o desenvolvimento de bactérias, vermes e fungos que causam doenças nos seres humanos. Além disso, favorece o desenvolvimento de insetos, ratos e outros animais que podem transmitir doenças aos homens.
Observando essa problemática existente e a pela insatisfação do grupo em misturar o lixo orgânico junto com embalagens (vidro, plástico, metais), desenvolveu-se a iniciativa de construir um Biodecompositor no CEFAPRO/Sinop para realizar compostagem e assim utilizar o biofertilizante e o adubo resultante, para jardinagem do local . A construção aconteceu a partir de materiais reaproveitados, doados para essa atividade e desta forma,  já iniciamos a coleta e a realização da compostagem. Temos a a ideia de expandir essa proposta e apresentá-la as escolas pois, além de reduzir o resíduos orgânicos da unidade escolar, pode ser também fonte de inspiração para práticas pedagógicas e para aprendizagem dos alunos.


Pesquisas mostras que destinar corretamente o lixo orgânico significa reduzir cerca de 90% do peso e dois terços do volume de resíduos transportados de uma residência ao aterro sanitário. São menos geradores de chorume e gases. Além disso, valoriza-se a separação de lixo reciclável - vidro, metal, papel e plástico. Segundo levantamento, uma residência com cinco pessoas produz uma tonelada e meia de lixo orgânico ao ano.

Caso queira saber mais sobre o funcionamento do Biodecompositor venha até o CEFAPRO/Sinop conferir.

Um comentário:

  1. Parabéns pelo trabalho Adenilse e José Paulo, contribuindo para a preservação da natureza.

    ResponderExcluir